terça-feira, 11 de maio de 2010

Início da visita do Papa Bento XVI


Bento XVI inicia amanhã visita de 4 dias a Portugal

Cerimônias em Fátima, cultura, pastoral social e vida da Igreja estão no centro da visita
LISBOA, segunda-feira, 10 de maio de 2010 (ZENIT.org).- Bento XVI chega terça-feira a Lisboa para uma visita de quatro dias, que o levará também a Fátima e ao Porto, celebrando três Missas e proferindo sete discursos, além de dirigir uma mensagem e uma saudação aos fiéis portugueses.



Nesta 15ª viagem apostólica desde que há cinco anos foi eleito sucessor de João Paulo II, o Papa vai centrar as suas intervenções em três eixos fundamentais: a cultura, a acção social e a vida da Igreja em Portugal.



No entanto, um dos principais motivos para esta viagem é a celebração do décimo aniversário da beatificação de Jacinta e Francisco Marto, reafirmado elo próprio Bento XVI no passado Domingo, durante a saudação inicial da oração "Regina Coeli".



"Convido todos a acompanhar-me nesta peregrinação, participando activamente com a oração: com um só coração e uma só alma invoquemos a intercessão da Virgem Maria pela Igreja, em particular pelos sacerdotes, e pela paz no mundo", pediu.



O Papa vai proferir sete discursos: à chegada e à partida (11 e 14 de Maio), no Encontro com o Mundo da Cultura (12), na celebração das Vésperas e na Bênção das Velas em Fátima (ambas no dia 12) e nos encontros do dia 13 com os agentes da Pastoral Social e com os Bispos, igualmente em Fátima.



Na que as autoridades portuguesas afirmam ser a maior operação de segurança de sempre no país, Bento XVI vai recorrer a helicópteros, ao «Papamóvel» e a viaturas blindadas fechadas para os trajectos em Lisboa, Fátima e Portugal.



Ao longo de meses, desde o início formal da visita, em Outubro, a viagem tem vindo a ser preparada, pelo lado da Igreja em Portugal, por uma equipa coordenada por D. Carlos Azevedo, bispo auxiliar de Lisboa, com comissões distribuídas pelas três dioceses a visitar pelo Papa: Lisboa, Fátima e Porto.



No total, entre autoridades, serviços oficiais, voluntários e colaboradores, a organização da visita mobilizou cerca de 10.000 pessoas.



Mais de 2.500 profissionais, entre jornalistas, realizadores, técnicos, operadores de câmara, assistentes e outro pessoal de apoio vindos de mais de 25 países estão acreditados para a fazer a cobertura noticiosa da visita.



Terceiro Papa a visitar Fátima, depois de Paulo VI (1967) e de João Paulo II (1982, 1991 e 2000), Bento XVI esteve, enquanto Prefeito da Congregação para a Doutrina da Fé, estreitamente ligado às Aparições de Fátima, estudando profundamente a Mensagem de Fátima, além de ter presidido às cerimónias do 13 de Maio em 1996.



Foi o autor do comentário teológico sobre a Terceira Parte do Segredo de Fátima, revelado precisamente em 2000, quando João Paulo II se deslocou pela terceira e última vez a Portugal.



Esta é a 15ª viagem de Bento XVI fora da Itália, maioritariamente na Europa: quatro em países que fazem fronteira com a sua Alemanha natal - Polónia (2006), Áustria (2007), França (2008) e República Checa (2009) - outras duas viagens a solo germânico (2005 e 2006), Espanha (2006), Turquia (2006) e Malta (2010).



Ainda este ano, o Papa fará mais três viagens em território europeu: Chipre, Reino Unido e Espanha.



(Com http://www.bentoxviportugal.pt/ )

Nenhum comentário:

Postar um comentário