sexta-feira, 13 de dezembro de 2013

Homilia do Papa na missa desta sexta-feira - 13 de dezembro de 2013

Os cristão alérgicos aos pregadores fecham-se ao Espírito Santo – o Papa na missa desta sexta-feira Nesta sexta-feira dia 13 de dezembro de 2013 comemoram-se 44 anos da ordenação presbiteral de Jorge Mario Bergoglio. Hoje investido das suas funções de Bispo de Roma e de Pastor Universal da Igreja, o Papa Francisco continua a cumprir a sua missão sacerdotal a começar pela missa matinal na Capela da Casa de Santa Marta. A Palavra de Deus no Evangelho deste dia propõe a passagem em que Jesus compara a geração do seu tempo às crianças sempre descontentes, que não sabem jogar com felicidade, não tocam , não dançam... nada lhes está bem...! Aquela gente não era aberta à Palavra de Deus – afirma o Papa - recusavam o mensageiro e não a mensagem. Recusaram João Batista porque diziam que ele não comia nem bebia e era um endemoniado! Recusam Jesus porque comia e bebia era amigo de publicanos e pecadores. Segundo o Santo Padre têm sempre um motivo para criticar: “...a gente daquele tempo preferia refugiar-se numa religião mais elaborada: nos preceitos morais como os fariseus; no compromisso político como os saduceus; na revolução social como os zelotes. Também Jesus lhes faz avivar a memória: ‘Os vossos pais fizeram o mesmo com os profetas’. O Povo de Deus tem uma certa alergia para com os pregadores da Palavra: os profetas, perseguiu-os e matou-os.” “Estes cristão que são fechados, que estão engaiolados, estes cristãos tristes... não são livres. Porquê? Porque têm medo da liberdade do Espírito Santo, que vem através da pregação. E este é o escândalo da pregação, do qual falava São Paulo: o escândalo da pregação que acaba no escândalo da Cruz. Escandaliza que Deus nos fale através de homens com limites, homens pecadores: escandaliza! E escandaliza mais que Deus no fale e nos salve através de um homem que diz que é o Filho de Deus mas acaba como um criminoso. Aquilo escandaliza.” “Estes cristãos tristes” – disse o Papa Francisco – “não acreditam no Espírito Santo, não acreditam naquela liberdade que vem da pregação, que te repreende, ensina-te, esbofeteia-te; mas é precisamente a liberdade que faz crescer a Igreja” – afirmou ainda o Santo Padre: “Vendo estas crianças que têm medo de dançar, de chorar, têm medo de tudo, que pedem segurança em tudo, penso nestes cristãos tristes que sempre criticam os pregadores da Verdade, porque têm medo de abrir a porta ao Espírito Santo. Rezemos por eles e também por nós, para que não nos tornemos cristãos tristes que cortam ao Espírito Santo a liberdade de vir até nós através do escândalo da pregação.” (RS) Fonte: www.news.va

Nenhum comentário:

Postar um comentário